Contabilidade

Receita Bruta da Venda de Bens e Serviços

De acordo com as normas societárias, a receita operacional bruta é composta dos valores auferidos nas vendas de produtos, mercadorias e serviços, apropriados de acordo com o regime de competência.

Receita da Venda de Bens

O termo “bens” inclui bens produzidos pela entidade com a finalidade de venda e bens comprados para revenda, tais como mercadorias compradas para venda no atacado e no varejo, terrenos e outras propriedades mantidas para revenda.

A receita proveniente da venda de bens deve ser reconhecida quando forem satisfeitas todas as seguintes condições:

(a)    a entidade tenha transferido para o comprador os riscos e benefícios mais significativos inerentes à propriedade dos bens;

(b) a entidade não mantenha envolvimento continuado na gestão dos bens vendidos em grau normalmente associado à propriedade e tampouco efetivo controle sobre tais bens;

(c)    o valor da receita possa ser mensurado com confiabilidade;

(d)   for provável que os benefícios econômicos associados à transação fluirão para a entidade; e

(e)   as despesas incorridas ou a serem incorridas, referentes à transação, possam ser mensuradas com confiabilidade.

Receita da Venda de Serviços

A prestação de serviços envolve tipicamente o desempenho da entidade em face da tarefa estabelecida contratualmente a ser executada ao longo de um período estabelecido entre as partes.
Tais serviços podem ser prestados dentro de um ou mais períodos.
Alguns contratos para a prestação de serviços estão diretamente relacionados a contratos de construção, como, por exemplo, os contratos para gestão de projetos e de arquitetura.

Contabilização

As receitas devem ser reconhecidas segundo sua origem (bens ou serviços), normalmente a débito da conta de clientes, caixa ou bancos – e a crédito de conta de resultado.

Observar que os tributos devidos devem ser reconhecidos neste momento, bem como custos e despesas diretas associadas ao negócio (como custo das mercadorias, fretes, comissões, etc.).

Nas vendas sujeitas à cobrança do IPI destacado na nota fiscal e do ICMS, PIS, COFINS quando cobrado pelo vendedor dos bens ou prestador dos serviços na condição de substituto tributário, observa-se que esta parcela, por ser caracterizada como mero depósito do comprador ao vendedor, não compreende a Receita Operacional Bruta – ROB.

Para maiores detalhamentos e exemplos, acesse o tópico Receita Operacional Bruta, no Guia Contábil Online.

Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 16.10.12

ARTIGOS
Princípios da Precificação
NOTÍCIAS E ENFOQUES
Paraná tem Novo Regulamento do ICMS
Incorporação de Lucros Isentos ao Capital Social
Simples Nacional – EFD – Dispensa de Entrega
Momento Histórico no País: Condenado a Gangue que Tomou o Poder no Brasil
CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA
Participação dos Trabalhadores nos Lucros
PIS e COFINS – Recolhimento pelo Regime de Caixa no Lucro Presumido
ATUALIZAÇÃO DE OBRAS
Importante Atualização da Obra Contabilidade do Terceiro Setor
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 29.05.12

GUIA CONTÁBIL ON LINE
Debêntures
Comissões Sobre Vendas
Demonstração do Valor Adicionado – DVA
CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA
Lançamos a obra Planejamento Tributário – PIS e COFINS – aproveite as ideias para economia fiscal!
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 10.01.12

GUIA CONTÁBIL ON LINE
Balanço Patrimonial
Provisão para o Imposto de Renda
Terceiro Setor – Demonstrações Contábeis
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 15.11.11

SIMPLES NACIONAL
Lei Complementar 139/2011 – Altera dispositivos da Lei Complementar 123/2006, sobretudo alterando os limites de tributação, entre outras providências.
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 09.08.11

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE – NBC
Resolução CFC 1.350/2011 – Dá nova redação à NBC TG 15 – Combinação de Negócios.
COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
Deliberação CVM 665/2011 – Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 15(R1) do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata de combinação de negócios.
Deliberação CVM 666/2011 – Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 19(R1) do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata de investimento em empreendimento controlado em conjunto.
Deliberação CVM 667/2011 – Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 35(R1) do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata de demonstrações separadas.
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 03.05.2011

GUIA CONTÁBIL ON-LINE
Comissões Sobre Vendas
Ajustes Contábeis de Exercícios Anteriores
Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos – DOAR
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 08.02.2011

GUIA CONTÁBIL ON LINE
Debêntures
Ações ou Quotas em Tesouraria
Principais Lançamentos de Movimentações Bancárias
PLANO DE CONTAS CONTÁBIL
Plano de Contas Contábil – Lançamos esta obra eminentemente prática com diversos modelos e detalhamento conta a conta – confira!
DBE – CAPITAIS BRASILEIROS NO EXTERIOR
DBE – Capitais no Exterior Devem Ser Declarados até 28/Fev
Notícias de Contabilidade

Notícias Contábeis 13.07.2010

SPED – SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL
IN SRF 1.052/2010 – Institui a Escrituração Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).
GUIA CONTÁBIL ON LINE
Escrituração Contábil – Formalidades
Custo de Imóveis Vendidos – Atividades Imobiliárias
Consórcio Simples – Instituição – Normas de Contabilização
ARTIGOS E TEMAS
Profissão: Auditor
Necessidade de Capital de Giro
Como Calcular Honorários Periciais?
MODELOS DE DOCUMENTOS
Carta da Gerência
Circularizações para Clientes
Contrato de Prestação de Serviços Contábeis
PUBLICAÇÕES ATUALIZÁVEIS
Balanço Social
Contabilidade Tributária
Contabilidade Comentada e Explicada